O que é a FLAP?

Alguns órgãos da imprensa pediram um release contendo algumas explicações sobre a FLAP. O que apresentamos é o que segue:

A FLAP começou em 2005 como um festival de poesia alternativo, tentando agrupar poetas de diferentes tendências e apresentar novos nomes no cenário das letras, mostrando que a poesia não era uma arte de poucos, mas de muitos.

A proposta original foi plenamente cumprida, e a FLAP tornou-se referência entre a geração mais nova de poetas brasileiros, e desde o ano passado é a principal referência brasileira entre os jovens poetas de toda a América Latina.

Este ano, com a discussão sobre os Vinte Anos de Muro, a FLAP apresenta mais uma proposta radical: a poesia não apenas como artefato artístico, mas como voz política em toda a sua extensão.

Todos os poetas que participarão este ano têm não só uma preocupação formal e estética com sua obra, mas também buscam um efeito político, seja sobre as fronteiras, seja sobre os abismos sociais. Pretendem avaliar como a produção poética pode reproduzir ou transformar os meios e modos de vida de quem está no ambiente cultural a que se destina. E ampliar, cada vez mais, esse ambiente, fazendo da poesia uma arte para muitos.

Assim, a FLAP não apenas faz falarem vozes novas, mas também vozes que fazem ouvir novidades.

.

Quem é a FLAP

A FLAP renova-se a cada ano. Embora mantenha certa continuidade, ela não é uma instituição, e não poderia ser realizada por uma única pessoa. Muitos contribuíram, e continuam, ano após ano, a contribuir com a sua realização. Mesmo assim, alguém precisa dar um passo à frente quando a coisa aperta, então esse é o contato que você pode procurar se tiver algum assunto para discutir com a organização. Os apelidos em colchetes são os e-mails, todos no @gmail.com:

Rafael Rocha Daud [rwrwdw] – Curadoria
Maurício Kqi Schwartz [mauricios] – Produtor
Felipe Sentelhas [fsentelhas] – Consultoria
Bruna Amoroso Pastore [brupastore] – Blog

Anúncios

3 Respostas para “O que é a FLAP?

  1. Pingback: ¡extra! ¡extra! at CONTRABANDISTAS DE PELUCHE

  2. Muito bom adorei… vou fazer o possivel para estar na Flap e o impossivelll…

  3. Jassanan Amoroso Pastore

    Foi surpreendente ver a garra e o engajamento de todos ontem na Abertura. Demonstração de uma utopia produtiva – u-topus significa “fora de lugar”, nem aqui nem ali mas entre – , ou seja, esforços de hoje para uma transformação futura no sentido de uma esperança crítica. Avante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s